,

,

cinepoema longo

clicar youtube para écran inteiro

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

O PASSADO


 .
O passado não consente esperas
já vimos tudo de tudo o que era para não ver.
 .
E vendo nos apercebemos o que não veremos –
.
o que gostaríamos de ver
nem que fosse um dia só
 .
num poema.