,

,

cinepoema longo

clicar youtube para écran inteiro

sexta-feira, 9 de março de 2012

TRAJECTO

O TRAJECTO

.

Os rios foram talhados para correr as margens

arrancadas à terra. É esse o trajecto que abarcamos

sob os pés - o trajecto que habitamos nas palavras:

.

a luz que escoa a bruma embranquecida da memória.

.

Corremos nos caminhos da água que vem nos rios

a nossa própria memória embranquecida sob os pés.

.

E talhamos as margens ao tributo de vitoriar ao sol

a luz que acende o correr do rio que nos habita.

.

inédito

.

veja também O Baile do Marítimo aqui