,

,

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

POESIA ILUSTRADA

Poesia Ilustrada # 9
.

Em exposição o quadro terá as dimensões dum A 3.
.
Acabado de executar em 24 de Fevereiro de 2010
.
* * *
.
À ATENÇÃO DOS LACOBRIGENSES.
No próximo Sábado, dia 6 de Março, pelas 17 horas e 30,
será apresentado em Lagos, na Biblioteca Municipal,
o meu 18º livro de poesia "Viagem Através da Luz".
Sobre a obra e o autor dissertará
a Professora Maria Antónia Vargas.

.
O livro foi originariamente apresentado na Livraria Barata, em Lisboa
e depois, pelo Doutor Vilhena Mesquita, no Pátio das Letras, em Faro.
Esse texto de apresentação, pode ser lido
aqui.

74 comentários:

  1. Pode ter muitas leituras.
    Como procede? Parte do oema para a ilustração ou o contrário? ou aparecem em simultâneo?
    Parabéns!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Maravilhoso, caro poeta.
    Esse me lembrou tanto Mia Couto, meu preferido...

    Beijo e bom fim de semana

    =)

    ResponderEliminar
  4. Maravilhoso ...

    .... Sinergias ....

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  5. Bonita forma de unir talentos...arte de pintar e arte da escrita...Uma fusão bem pensada, apresentada e bela.
    Forte abraço
    Mer

    ResponderEliminar
  6. Parabéns Poeta...fusão perfeita!


    Muitos beijos.

    ResponderEliminar
  7. Olá Vieira Calado,
    que bonito, moço, as cores usadas, bacana demais, também gostei do Poema ilustrado do dia 05.
    Posso levá-los qualquer dia destes?
    Parabéns pela apresentação de seu livro e tudo de bom
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Gosto da arte inscrita em simplicidade. O encanto original que nos desafia a viajar muito mais longe...
    Gosto, gosto mesmo dos seus poemas ilustrados.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  9. Caro amigo, mais uma vez muitos parabéns.

    Um abraço

    Carmo

    ResponderEliminar
  10. Um dia fiz um post que você nunca viu mas... estou certo de que gostaria de ver.
    Vem a propósito de mais um livro que você publica.
    Felicidades! Parabéns pela longa vida de poesia!

    Se quiser ver é só bater a esta porta:

    http://aorodardotempo.blogspot.com/2007/12/trinta-anos-depois.html

    ResponderEliminar
  11. Uma extraordinária ligação entre as palavras e as imagens! Parabéns, poeta!

    Para quando uma exposição? Gostaria de ver ao vivo :-)
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  12. Jeito simples...ilustração perteita
    Isso é ser poeta caro amigo-Parabéns.
    Grande abraço

    ResponderEliminar
  13. Parabéns pelo trabalho, tanto nas letras quanto nas cores

    Abraço

    ResponderEliminar
  14. Meu querido Poeta
    maravilhoso e inovador...adorei.

    beijinhos
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  15. Amigo Vieira Calado.
    Já 18? E eu que ainda procuro publicar o primeiro.
    Boa sorte e continua a divulgar a poesia, a filha pobre da literatura.
    Um abraço
    Victor Gil

    ResponderEliminar
  16. Impossível não ser repetitiva.
    Parabéns!
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Amigo Vieira Calado,

    Muitos parabéns!
    Se eu não estivesse no extremo Norte não faltaria, garanto-lhe!

    Já sou sua fã há algum tempo, muito antes de saber que tinha tantos livros editados.
    Era de prever, mas fiquei muito feliz por o ter confirmado.

    Voltarei para ler mais desta fonte.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Ao calor da terra...
    que nos abraça!

    Lindo e profético!

    Parabéns, poeta e sucesso para o "novo filho"

    ResponderEliminar
  19. muitos parabéns e que seja mais um sucesso!
    nas escritas e nas ilustrações...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Interessante pintura e poesia; são ambas refexos da alma, dessa alma que um dia, junto com o corpo que a abriga vai dormir o sono da paz: é o sono da glóia....mas eu não o quero dormir; no entanto, um dia, vamos todos cair como o pássaro de borco...asas abertas ao calor da terra. Muio bonito! Um beijinho, parabéns e que tenhas um belo fim de semana apesar deste tempo tão mau
    Emília

    ResponderEliminar
  21. Um bom fim de semana,aprendo sempre com o seu blogue.
    Um abraço
    Anad

    ResponderEliminar
  22. Parabéns e muitas felicidades par o futuro !

    Beijinhos

    Verdinha

    FELIZMENTE, NÓS OS VERDES, GANHÁMOS !

    ResponderEliminar
  23. Fico contente que tenha "dado à luz" mais um livro de poemas. Muitos parabéns!
    Gostava de saber se o posso adquirir, com fiz com o outro livro.

    Beijinho para si,

    ResponderEliminar
  24. O maior sucesso para a obra.

    Um abraço do tamanho do Barlavento!

    Saudações

    ResponderEliminar
  25. grande poeta. Grande artista visual, também.
    bj

    ResponderEliminar
  26. Vislumbrei uma bela viagem com profundidade e sensibilidade poética pelos caminhos da universalidade cósmica, guiada pela luz penetrando e interagindo com todos os sentidos e sentires.

    “Essas qualidades, convenhamos, não estão ao alcance de todos os poetas, mas tão só dos mais qualificados, criativos e inspirados.” É verdade! E Vieira Calado nos dá prova disso. Parabéns, Vieira Calado! Beijos.

    ResponderEliminar
  27. Parabéns por mais uma obra. Obrigada pela visita, eu vou voltar mais vezes.

    Abraço :)

    ResponderEliminar
  28. Dezoito é o número da maioridade!
    Felicitações, poeta e BOA SORTE!

    ResponderEliminar
  29. ººº
    Amigo passei p'ra deixar um abraço e agr. teu comentário no "CAPICUAS".

    ResponderEliminar
  30. Bom dia amigo

    Amizade (Albert Einstein)

    Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
    Mas, enquanto houver amizade,
    Faremos as pazes de novo.

    Pode ser que um dia o tempo passe...
    Mas, se a amizade permanecer,
    Um de outro se ha-de lembrar.

    Pode ser que um dia nos afastemos...
    Mas, se formos amigos de verdade,
    A amizade nos reaproximara¡.

    Pode ser que um dia não mais existamos...
    Mas, se ainda sobrar amizade,
    Nasceremos de novo, um para o outro.

    Pode ser que um dia tudo acabe...
    Mas, com a amizade construiremos tudo novamente,
    Cada vez de forma diferente.
    Sendo único e inesqueci­vel cada momento
    Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.

    Hã¡ duas formas para viver a sua vida:
    Uma acreditar que não existe milagre.
    A outra acreditar que todas as coisas são um milagre.
    ...................................

    Perdão por nada entender de poesia e não saber expressar uma opinião.
    Também pra que serveria? nenhuma expressão pode ser entendida.
    um saudoso abraço de paz.

    ResponderEliminar
  31. Poeta Vieria calado,
    Um trabalho magnífico em que as palavras estão em verdadeira sintonia com a ilustração.
    Bem-haja.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  32. Vieira meu querido,
    que bom que vais fazer parte desta corrente do bem.
    Para participar basta fazer um texto e postá-lo em seu blog, junto com o selo respondendo a pergunta:
    Se você tivesse uma oportunidade única de fazer deste mundo um lugar melhor, o que você faria, como faria e o que mudaria?
    Vale imagem, vídeo, poema fica a seu critério.
    Traga o selo e o poste junto com seu texto.
    Vamos nssa ainda da tempo, depois que postar me avise para eu linká-lo e vir te ler!
    beijo na alma querido e que seu Domingo seja de muita harmonia...

    ResponderEliminar
  33. Como sempre fazendo sucesso! Parabéns!
    Gostei da poesimagem, do calor da terra no vermelho limítrofe com o verde de asas abertas... Calor e frio, a exata noção. Vida e morte também.

    ResponderEliminar
  34. Que maravilha de poema, Vieira. Sem palavras... Parece um deserto, mas acolheu o pássaro. :) 18º livro! Há que se comemorar. Parabéns! Beijo.

    ResponderEliminar
  35. Uma semana de sucesso é o que te desejo.
    abraço

    ResponderEliminar
  36. Amigo poeta,

    uma perfeita conjugação das cores com o poema…. Consegui imaginar o pássaro inteiro.
    Felicidades para o dia 6 de Março….o seu livro é excelente.

    abraço

    ResponderEliminar
  37. Oi poeta
    Mais uma obra magnifica.
    Desejo sucesso e sempre mais inspiraçao.
    Boa semana e abraços

    ResponderEliminar
  38. Belo e breve, como a vida.
    Mas intenso...

    Parabéns pela apresentação do teu livro, porque é que Lagos é tão longe?

    Um abraço, Poeta.

    ResponderEliminar
  39. Pena que estou a trabalhar, mas estarei lá em pensamento.
    Muito sucesso!

    ResponderEliminar
  40. QUE MARAVILHA...ISSO É QUE É PRODUZIR...PARABÉNS!!!

    BEIJINHO

    ResponderEliminar
  41. "as asas abertas ao calor da terra", para que se mantenha quente por muito tempo ainda...

    Obrigada pelo convite. Prometo comparecer.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  42. ...e aqui veio parar
    o meu beijo a saudar
    nos parabéns a dar...
    gostei da luz a pairar
    numa terra acesa e nua
    que um poeta canta
    dançando com cor de asa
    abraçando ramo de sua casa...

    (peço desculpa pela minha vontade
    de sempre com rima, a minha verdade!) :)

    ResponderEliminar
  43. Muito lindo!

    Breve, e com sua licença postarei em meu blog!

    Sucesso para o livro, porque nado, mas não tanto.

    Beijos

    Mirse

    ResponderEliminar
  44. Lindos o poema e quadro, muitos parabéns.
    Bjs

    ResponderEliminar
  45. Parabéns pelo seu livro!
    Peço imensa desculpa, mas por alguma razão que eu não sei explicar o seu comentário não aparece no meu blog, de qualquer forma, agradeço-lho.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  46. Na soma ou subtração, Vieira Calado para nós é sempre maissss. Uma soma de conhecimento e uma subtração da falta do mesmo.

    Boa semana! Beijo

    ResponderEliminar
  47. parabéns, Vieira, por mais uma publicação. que os seus poemas sejam travessia de luz junto de muitos leitores!

    abraço.

    ResponderEliminar
  48. se eu fosse tua enamorada,ti mandaria essa poeisa; bom beijos. diria que sonhei desta forma...

    Mi flor de amor

    Mi flor de amor
    se abre al amanecer
    como gota de rocio
    entro en ti como una luz
    radiante del amanecer,
    te doy mi calor y amor
    en destellos de luz
    brillante destelleante
    envuelto en pétalos de flor
    suave y finos de terciopelo blanco.

    Tocando tu piel y tu ser
    toco tu alma sedienta de mi
    me respondes con pasíón
    con susuros suaves y cálidos
    envueltos en abrazos y besos
    que saben a miel y huelen azahar
    esparcidos por el aíre y el viento.

    Se respira una bella atmósfera
    de sentimientos en el ambiente
    como una linda flor abierta
    en primavera sólo para mi
    te estrecho entre mis brazos
    y mi pecho cálido te abraza
    con sumo cuidado para que no se rompa
    el encanto del momento en tu ser y mi ser
    los dos unidos por los lazos del amanecer
    y el deseo de este nuevo despertar junto a ti.


    Donde gozamos del momento sublime
    es como tocar el cielo y la tierra
    con la mirada del alma y el pensamiento
    de nuestras almas gemelas
    ver las estrellas en el firmamento
    brillar en el infinito unidas
    y tu la estrella más brillante
    la ´más bella entre las estrellas
    vuelves a ser de nuevo
    mi flor la flor de amor.

    La flor más hermosa
    de las flores de mi jardin
    donde yo te amo a ti flor de amor
    eres la más amada, deseada de mi vida
    de mi alma y de mi ser
    y te llevo tatuada en mi corazón
    como la flor de mi amor

    MA

    Gracias amigos por los comentarios.
    Publicado por MA en 23:13:00
    Etiquetas: Fotografías, MA, Poemas, Poesías

    ResponderEliminar
  49. Grande amigo, vejo que continua em grande forma! Aquele abraço.

    ResponderEliminar
  50. Vieira,
    Por aqui deixo-te um enorme abraço amigo.

    ResponderEliminar
  51. Parabéns por mais esta obra!
    Maravilhosa inspiração.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  52. Gostava de saber "brincar" assim com as palavras. Mas não é poeta quem quer, só quem traz na alma a sensibilidade e a poesia como o amigo.

    Beijos e abraços

    ResponderEliminar
  53. Olá, Calado!
    Mais uma das tuas maravilhas. Como sempre...
    David Santos

    ResponderEliminar
  54. Parabéns e continuação de sucesso.

    ResponderEliminar
  55. Amigo Calado,

    Está quase a acontecer...
    Desejo-lhe a maior sorte do mundo, talento tem a rodos, só pode dar tudo certo.

    Abraço

    ResponderEliminar
  56. Sempre com a força da subtileza!

    Que seja um evento tão sereno, bonito e bem disposto, como o aconteceu em Faro.

    Abraço, poeta

    ResponderEliminar
  57. Parabéns pela apresentação do seu livro em Lagos!
    Que todos gostem tanto de o ler como eu gostei!
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  58. Caro amigo, os meus votos de sucesso para a obra....
    Um abraço

    ResponderEliminar
  59. Quando a alma não tem frio... tem o poder de escrever as 18 maravilhas da escrita. :)

    ResponderEliminar
  60. Caro amigo Vieira Calado!
    Poesia e pintura,um belo casamento...
    Parabéns por mais esta obra poética,que seja mais um sucesso!!!
    Abraço
    Lourenço

    ResponderEliminar
  61. Senti como uma profecia que se avizinha...
    UmA BELA CONJUGAÇÃO DE CORES E PALAVRAS, GENTIL POETA!

    PARABÉNS POR MAIS UM "FILHO" QUE CONCEBEU.

    Beijo com amizade da,

    Maria Valadas

    ResponderEliminar
  62. Consigo ver o pássaro de asas abertas ao calor da terra...
    Belíssimo, amigo!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  63. De novo por aqui para agradecer, as suas visitas e as palavras generosas!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  64. Caro Poeta!

    Escolhi o Poema Ilustrado de 5 de fevereiro:

    O seu a seu dono
    A cada um de vós o sonho
    A mim
    O sono!

    Achei lindo, e se me permitir, posto nesta sexta-feira.

    Aguardo sua resposta!

    Beijos

    Mirse

    ResponderEliminar
  65. É uma honra pra mim receber um comentário seu.
    Parabéns...
    Já foi o lançamento do livro, né? Me conte como foi...

    Abraços.

    ResponderEliminar
  66. A imagem seca
    do pássaro oco
    fincou nas rachaduras
    da terra batida em pó.

    Acabei de criar com base em seu belo poema.

    Bom voltar aqui depois de um bom tempo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  67. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  68. Poema forte. E belo e enigmático também. Para não dizer que gostei só do Ornitorrinco. E para confirmar: a beleza é enigmática.

    ResponderEliminar
  69. Muito boa a junção do poema com o quadro !
    Bj

    ResponderEliminar
  70. Eu sou da opinião que há coisas que são mais bonitas enquanto ainda são misteriosas :)
    BJ

    ResponderEliminar
  71. que horror esses ursinhos do lado do ornotorinco, parece que seram devorados a qualquer momento, eu em... hum que mal gosto seu presentinho.
    amado eu vou ao banho e depois dormir estou com colicas, porque as coisas comigo são diferentes, as minhas amigas da minha idade já não tem colicas, e pareço mocinha, se tivesse homem ainda paria... que fazer um bebe? sou uma vaca parideira, e dou muito leite, vixe to doida mesmo, extrapolei ne, xero e dorme bem ,,,te amo eternamente, desculpe-me por isso, mas amo.

    ResponderEliminar