,

,

cinepoema longo

clicar youtube para écran inteiro

terça-feira, 10 de junho de 2014

O FOGO DAS ESTRELAS


O fogo das estrelas arde e passa.

Dispersa-se.

Infiltra-se nos interstícios do vazio
só cheio de espaço e tempo.

Depois segue para o eterno
acendendo outras estrelas
como fazem os nossos pequenos gestos
de ser pensante -

processador dos símbolos 
da eternidade.