,

,

cinepoema longo

clicar youtube para écran inteiro

domingo, 19 de agosto de 2012

Bar da noite

Cigarros voam por cima dum balcão
em movimento
à beira da vertigem
prolongada pelo fumo.
 -
Evapora o tempo dentro dos copos
cheios de névoa
abundantes do ar
que respiramos com os olhos. 
 -
Correm os fluidos no pensamento absorto
em labaredas de palavras.
 -
E tudo é a efervescência dos dias vagos
imersos numa taça de marfim
no dia noite
por onde passam os instantes
que refazem o discurso das origens.