,

,

sexta-feira, 20 de junho de 2008

poema ao verão

:..
POEMA AO VERÃO
-

-
Vem ....Verão.... com pétalas de sol zunindo
a tarde ameaçada pelo incêndio da noite
súbita de harmonias, rasgada de ocultas aves
ciciando a espuma translúcida dos olhos,
devorada de penumbra.

.
Vem.... Verão.... coberto de sonhos rente ao rio
exausto, de vermes apodrecido
sob o hálito fugidio das folhas secas
de sol e mistério breve –
num harpejo de searas e semente.

.
Vem.... Verão..... dócil sonâmbulo abrindo
as entranhas da terra grávida,
de secura e pólen amarela
em crepúsculos voando o inverno
num violino de cigarras.

em "O FRIO DOS DIAS", edição do autor, 1986

58 comentários:

  1. Amigo
    Poema ao Verão
    parece que chama por ele
    Vem ....Verão....
    também eu o chamo
    pela luminosidade no céu
    pelo brilho do sol
    pela espuma das ondas
    mas,
    eu sinto-me muito mal
    com este calor abafado.

    Bom fim de semana.
    Abracinhos.

    ResponderEliminar
  2. É assim que eu desejo o Verão, rente ao rio. Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Por fim o Verão vem...O poema é bonito. Será que Deus ouviu?

    ResponderEliminar
  4. E eu que tanto gosto do Outono... :)

    Fica bem,
    Miguel

    ResponderEliminar
  5. poema quente, com calores de beleza formidável, só tu poeta amigo!!

    abraços

    ResponderEliminar
  6. *
    vem verão,
    a esta nazaré-mar,
    em que o canto
    da cigarra é omitido,
    e a labuta da formiga,
    uma constante . . .
    ,
    magnifico poema o teu,
    obrigado,
    ,
    saudações
    ,
    *

    ResponderEliminar
  7. encantado o Verão, com este belo canto
    bom fim de semana
    beijos

    ResponderEliminar
  8. encantado o Verão, com este belo canto
    bom fim de semana
    beijos

    ResponderEliminar
  9. Um poema quentinho.. ainda bem pra quem entra no inverno e espera o mais rigoroso dos últimos anos. Estarei no sul de férias.
    beijos

    ResponderEliminar
  10. Venho condidar para conhecer o meu novo espaço em

    www.marprofundo.net

    ResponderEliminar
  11. Fabuloso poema caro amigo.
    Escreves bem poesia. Parabéns.
    E terminaste de forma superior:
    "abrindo as entranhas da terra grávida...
    ... voando o inverno num violino de cigarras."


    Bom fim de semana,
    Abraço.

    ResponderEliminar
  12. Calor neste bonito poema de inicio de estação - Verão é tantas coisas boas ... como luz e calor e férias.. beijinhos das nuvens

    ResponderEliminar
  13. Poema com calor e "coberto de sonhos rente ao rio" para que nos refresquemos. Um abraço.

    ResponderEliminar
  14. Bonsoir poeta Vieira Calado,
    merci!
    Obrigada pelos eu comentario.
    Gostei muito de ler a sua poesia. ESte poema chama o verao à pele.
    Espero que o clima francês o oiça!!!
    Abraços de Paris,
    bonne nuit!
    LM

    ResponderEliminar
  15. Vem Verão e traz-nos um novo alento!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  16. Amigo Calado. Neste belo poema ao verão,que venha realmente! esperamos.
    Beijito BFS Lisa

    ResponderEliminar
  17. Como o verão deve ficar feliz por lhe dedicar este lindo poema.
    Espero que lhe retribua e não seja muito ardente.
    DESEJO UM BOM FIM DE SEMANA!

    ResponderEliminar
  18. Caro amigo, belo poema ao verão...Espectacular
    Um abraço

    ResponderEliminar
  19. "Vem.... Verão dócil sonâmbulo abrindo
    as entranhas da terra grávida,
    de secura e pólen amarela
    em crepúsculos voando o inverno
    num violino de cigarras."

    É este o Verão que desejo! Lindo cântigo ao Verão!

    PS:Publiquei hoje um dos seus poemas lá no meu canto.
    Beijos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  20. Belíssimo! Aí já está para chegar. Que seja lindo este verão para você.

    Ótimo fim de semana, amigo Vieira!

    ResponderEliminar
  21. Olá,
    e que esse violino de cigarras, nos traga a doce melodia onde as pétalas toquem na suavidade da sua textura as nossas almas sedentas de Sol....


    Bom fim de semana

    Abraço

    ResponderEliminar
  22. Quente, ritmado, lento,perfumado, o teu excelente poema ao "verão dócil sonâmbulo" que começa hoje.
    Abraço

    ResponderEliminar
  23. Como o verão é a minha estação preferida, nem preciso dizer que este poema casou comigo.
    Não há nada melhor que as manhãs de sol e as tardes fagueiras...
    Tem um ótimo final de semana

    Um beijo

    ResponderEliminar
  24. mergulhar nestes poemas, refresca da alma!

    gosto dos Verões amenos...

    bom fim-de-semana
    um sorriso (quente) :)

    ResponderEliminar
  25. A poética das estações seria uma obra poética interessante...E o começo para o verão...é um bom arranque...gostei do poema.

    Bom fim de semana.

    abraço

    ResponderEliminar
  26. Já chegou o Verão. Estação dos amores quentes e sedes frescas.
    A estação nde o cantar dos pássaros, se confunde com o silêncio do lazer.

    Abraço amigo.

    ResponderEliminar
  27. Invocação forte onde a terra ocupa
    um lugar central e com momentos
    agradáveis e coloridos (translúcida, searas, amarelo,
    incêndio...).
    Agradeço-lhe a visita à minha
    "palavra" sempre tão "dispersa".

    ResponderEliminar
  28. Oi meu estimado amigo.
    Obrigado por suas visitas ao meu cantinho.
    Adorei esse poema.
    Com o verão chegando, vem as alegrias,asnoites iluminadas e quentes, para podermos desfrutar com nossos amores.
    vem a quentura de uma noite de entregas.
    enfim adoro o verão em todos os seus sentidos.
    Amo e aproveito o verão.

    Beijos e fique na paz.
    Voltarei sempre aqui.

    ResponderEliminar
  29. Olá

    Vim retribuir sua visita ao meu blog e que belos poemas eu encontrei aqui.

    Espero que o verão venha cheio de sonhos.

    Bjs

    ResponderEliminar
  30. Vieira Calado

    O Verão junto à nossa Ria Formosa é assim.
    Belo poema.


    Um abraço
    Esperança

    ResponderEliminar
  31. ...a época começou..

    pssstttt ..dura pouco... nas é tão bom... volta sempre..todos os anos..como tambem os amigos de sempre.

    Já agora abraço e optimo Verão

    ResponderEliminar
  32. Entrei para ler a sua poesia e também para desejar-lhe um feliz domingo.

    Abraço

    ZezinhoMota

    ResponderEliminar
  33. gostei deste poema ao verão.

    boa semana.

    ResponderEliminar
  34. Mais um belo poema...

    Desejo-te um excelente Verão... cheio inspiração para a tua arte...

    Um beijo para ti...

    ResponderEliminar
  35. O Verão!... O ciclo das estações do ano. Tempo de colheitas, por vezes o culminar de ano de trabalho.
    Fica bem.
    Um abraço.
    Manuel

    ResponderEliminar
  36. Muito bonito este poema... entendo-o como um chamamento.
    Sinto delicadeza nas palavras do Poeta, que parece tudo ter preparado com cuidado e carinho para receber o Verão...

    Adoro o Verão! Talvez por ter nascido nessa estação...

    Beijinho *

    ResponderEliminar
  37. "Vem Verão, coberto de sonhos, rente ao rio"...
    Um encanto, este verso, um encanto...os teus versos!

    Abraço amigo.

    ResponderEliminar
  38. Olá querido Amigo, belíssimo poema!...
    Grata pela sua visita!
    Uma feliz semana, beijinhos de carinho,
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  39. Querido Vieira,

    Pétalas de sol em versos dourados... Tua poesia sempre me encanta e és um de meus poetas preferidos que descobri na blogosfera, e que brilha aos meus olhos contemporâneos.

    Beijos, tenha uma linda semana!

    ResponderEliminar
  40. Belo poema ao Verão.
    Que ele chegue tão lindo e docil como o poema.
    Agradeço seu comentário e visita ao meu blogue.
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  41. Olá!
    Chegou o Verão coberto de sonhos!!
    Que bom!


    Líndo poema! :)

    ResponderEliminar
  42. Apelo ao Verão, a fome dos dias grandes e luminosos, a sede das noites com "violino de cigarras".
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  43. Quer espreitar o projecto do meu novo "profile"?

    Muito obrigada, mais uma vez.

    ResponderEliminar
  44. Ol� caro Amigo, gostei imenso do seu Poema de Ver�o... Um abra�o deste seu amigo,
    Louren�o

    ResponderEliminar
  45. poema vibrante. de searas prenhes. e colheitas...

    abraços

    ResponderEliminar
  46. "(...)num violino de cigarras."

    Uma sinfonia de cigarras fazem do Verão um estação quente. E os amores de Verão....nem quero falar...
    Abraço
    Paulo

    ResponderEliminar
  47. Genial Amigo:
    MUITO OBRIGADO pela significativa e linda visita que me fez. Agradeço vinda de si pelo poderoso talento que expressa e sempre expressou em deslumbrantes poemas de encantar.
    Gosto imenso de o ler. Escreve com Alma e coração.
    Tem um valor imenso.
    Abraço cordial de amizade e respeitador pelo que é e reflecte na sua brilhante poesia.
    Sempre aa admirá-lo

    pena

    ResponderEliminar
  48. Toda a "atmosfera" do Verão num poema. Excelente.

    ResponderEliminar
  49. Olá Caro Amigo, ainda hoje existem os Elétricos amarelos, e é muito bom andar pela cidada(A parte antiga neles)...
    Uma boa semana e um abraço amigo,
    Lourenço

    ResponderEliminar
  50. olá

    um poema ao verão que é como quem diz, sol sobre azul...

    o verão convida-nos à praia ao mar e a apanhar sol... o poema está bom. (como sempre)

    beij

    ResponderEliminar
  51. Sensações fortes proporcionadas pelo romper do verão...imagens visuais e sensoriais contidas nestes versos de conotação muito forte e que nos remetem para o verão de uma forma muito real...beijos.

    ResponderEliminar
  52. Vem verão, vem, vem...

    No moreno ele me tem.

    Vem moreno vem, vem...

    Nos raios de Sol de Belém:P


    bom fim-de-semana
    Beijinhos!!!

    ResponderEliminar
  53. "Summertime and the livin' is easy
    Fish are jumpin' and the cotton is high"
    O Verão anda por aí ...
    Abraço

    ResponderEliminar
  54. Amigo, conto os dias para a chegada do verão, não gosto do inverno, me dá uma melancolia.
    Volta sempre,
    Bjs

    ResponderEliminar
  55. ...harpejo de searas e semente; violino de cigarras.
    Criaste uma orquestra de músicos não-convencionais, contudo, nem por isso menos afinada.
    Um abraço!

    ResponderEliminar